Vias menos conhecidas

Uma outra via para o empreendedor digital

Quero mostrar neste post que existe uma via menos conhecida para o empreendedor do que as que são normalmente mostradas na mídia. Mais pé no chão e, na minha modesta opinião, muito mais adequada à realidade de boa parte das pessoas.

Antes de você continuar, um importante aviso: se você espera ficar milionário ou resolver seus problemas financeiros de curto prazo, está no lugar errado.

construindo-um-projetoPor outro lado, se você quiser construir e executar um projeto de empresa duradouro para gerar uma boa renda ao longo do tempo, continue lendo. Em tempo: respeito as diferentes correntes e modelos de negócio. Só não acho que a maioria faz sentido pra mim. 😉

Querer é poder?

Nem todo mundo quer empreender. Normal, sem problemas, tudo certo. Mas existe um grupo grande de pessoas que, pelo menos no discurso, demonstra enorme insatisfação com os perrengues da vida de funcionário – principalmente no mundo das grandes corporações – e diz que está esperando chegar o momento certo para abrir seu negócio.

Várias são as desculpas verdadeiras para não começar agora. Parece dieta, sabe? Segunda-feira começo. Por que segunda e não no próximo minuto?

desculpas-verdadeirasQuero me preparar melhor, ganhar um pouco mais de dinheiro, agora estou com muito trabalho, não sei por onde começar, não tenho as habilidades necessárias. E dois anos depois as desculpas são as mesmas.

Talvez estas pessoas estejam presas a um modelo de empreender que está longe de ser o único existente. Leem sobre as histórias de sucesso em revistas e jornais, especializados ou não, e formam uma determinada imagem a respeito do que é montar seu próprio negócio.

Leem matérias do tipo “10 franquias para você faturar 1 milhão em 3 meses”, “Invista R$ 200 mil em uma loja de brigadeiros”, “Passo a passo para ficar rico com desenvolvimento de apps” e afins.

Esta é apenas parte da história…

O que eu não acredito

Além das revistas e jornais, a imagem de empreendedor que as pessoas têm fica muito marcada por filmes como “A Rede Social”, sobre o Facebook, aqueles sobre Steve Jobs, entre outros.

Toda romantização das histórias à parte, fica a impressão de que para se ter sucesso é necessário ser um gênio ou ter ideias geniais. Não acredito nisso.

Investidor anjo ou Venture Capital são a solução pra tudo?Outra ideia que pode surgir é a de que você precisará levantar milhões com investidores (anjo, demônios ou sei-lá-o-quê). Ideias geniais bem montadas em um powerpoint ou filminho bem feito são apresentadas à investidores experientes que escolhem as que mais tem maior potencial de retorno sobre os milhões que pretendem investir. Não acredito nisso.

Empresas com alta dependência de número de funcionários e/ou espaço físico fixo e/ou com modelo de negócio inflexível (como o das franquias, por exemplo). Não acredito nisso.

Modelos de negócio que exigem milhões de clientes/vendas para se pagar, pois investem pesado em mídia (digital ou não) e/ou estrutura. Não acredito nisso.

“Caraca, não sobrou nada pra acreditar então?” – ah, sobrou sim! O que eu acredito.

Micro-empreendedorismo digital lean bootstrapped de nicho em série sem funcionários

What the fuck?É isso, entendeu? Hahahaha. Vamos destrinchar esse monstrinho e entender os porquês.

Mas isso só no próximo post semana que vem. 🙂

 

About the author

oempresariodigital

Engenheiro de computação de formação, trabalhei em empresas de tecnologia, bancos no Brasil, Inglaterra e Espanha por mais de 14 anos.

Atualmente um empreendedor em série de negócios digitais usando a filosofia do micro-empreendedorismo self-funding / bootstrapping, poucos ou nenhum funcionário, estrutura lean e sem espaço físico definitivo.

View all posts

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *